Carregando tradução..
Favoritos
Av. Rondon Pacheco, 2300, L.107, Saraiva, Uberlândia
Multiplica Imóveis Rurais
Siga-nos nas Redes Sociais
Comercial e Celulares Plantão (34)3232-1980
Tim WhatsApp (34)99211-3333
Vivo (34)99909-7676
Atendimento online

Últimas notícias

CMN muda regras de título do agronegócio e injeta R$ 21 bilhões no crédito rural
03/06/16

A partir de 1º de junho, os bancos terão de destinar 35% do saldo médio das Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) emitidas para o crédito rural.


Brasília - Os agricultores e pecuaristas terão à disposição mais R$ 21 bilhões de recursos das Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) para o crédito rural. O Conselho Monetário Nacional (CMN) mudou as regras de direcionamento dos recursos captados por meio das emissões de LCA, título privado que financia o agronegócio.

A partir de 1º de junho, os bancos terão de destinar 35% do saldo médio das LCA emitidas para o crédito rural, independentemente do lastro do papel. Desses 35%, 40% terão de ser destinados a operações de custeio com taxas controladas, de até 12,75% ao ano. Os 60% restantes deverão ir para operações de crédito com taxas livres.

Segundo José Reynaldo Furlani, chefe de Gabinete da Diretoria de Organização do Sistema Financeiro e Controle de Operações de Crédito Rural do Banco Central (BC), a nova regra destinará R$ 9 bilhões para as operações com juros reduzidos e R$ 12 bilhões com juros livres.

Pela regra anterior, os bancos teriam de destinar 50% do saldo médio das LCA emitidas até 31 de maio do ano passado para o crédito rural, mas a obrigação valia apenas para os papéis que tivessem lastro em empréstimos rurais concedidos com recursos de depósitos à vista ou da poupança rural. “Diminuímos o percentual, mas aumentamos a base de cálculo, o que resultará na liberação de mais recursos”, explicou Furlani.

O técnico do BC informou que a estimativa de R$ 21 bilhões de injeção de recursos no crédito rural é inferior à projeção de R$ 40 bilhões divulgada pela equipe econômica no início do mês. Segundo ele, a nova previsão é mais realista porque leva em conta o volume de recursos captados por meio da LCA nos últimos 12 meses.

Limites para cooperativas

O CMN também alterou os limites de crédito rural para cooperativas de produção agropecuária, com exceção do crédito com recursos controlados pelos fundos constitucionais. De acordo com Furlani, o crédito passa a ter limites ampliados e valores específicos por atividade.

Um exemplo é o limite de R$ 400 mil por cooperado e R$ 210 mil por cooperativa multiplicado pelo número de cooperados ativos, no caso de crédito para comercialização. Para investimento, os limites são R$ 50 mil por cooperado e R$ 20 mil por cooperativa multiplicado pelo número de cooperados.

O Conselho Monetário alterou, ainda, o prazo para as instituições financeiras informarem ao Sistema de Operações de Crédito Rural e Proagro (Sicor), do Banco Central, as coordenadas geodésicas (latitude, longitude e altitude geométrica) de empreendimentos com financiamento do crédito rural. Antes, para operações acima de R$ 40 mil, a exigência começaria a valer em 1° de julho de 2016. Esse prazo permanece para operações acima de R$ 120 mil, mas, no caso de operações entre R$ 40 mil e R$ 120 mil, a obrigação foi transferida para 1° de janeiro de 2017.






Últimas notícias
 10/07/18 - Recomenda-se revisar as clausulas do contrato de financiamento?
 05/07/18 - Fazenda avalia que projetos de lei vão ajudar a inibir distratos
 05/07/18 - Por que esta é uma boa hora para comprar imóvel
 06/06/18 - São Paulo tem novas regras para o uso de portões automáticos.
 24/05/18 - Exercite boas práticas para economizar energia elétrica
 30/04/18 - Pequenas economias cotidianas com foco na compra da casa própria
 30/04/18 - Aprenda como reduzir o valor do condomínio
 27/04/18 - SP deixa de ser um dos mercados imobiliários mais frios do mundo
 25/04/18 - Novas regras de financiamento aquecem o mercado imobiliário
 19/04/18 - Expositores do Salão Imobiliário de Portugal de 2018 aumentam 27%
 17/04/18 - O que muda no financiamento da Caixa após a queda dos juros
 13/04/18 - Qual o futuro do mercado imobiliário?
 11/04/18 - Caixa vai baixar juros imobiliários em abril, diz novo presidente
 03/04/18 - SP deixa de ser um dos mercados imobiliários mais frios do mundo
 28/03/18 - O comportamento do consumidor e o mercado Imobiliário
 21/03/18 - Posso transferir o financiamento de um imóvel para outra pessoa?
 21/03/18 - Novo golpe no mercado imobiliário: aprenda a se resguardar
 21/03/18 - A documentação necessária para comprar imóvel com segurança
 21/03/18 - Aprenda a fazer um ar-condicionado caseiro
 20/03/18 - A importância da brigada de incêndio em condomínios
 19/03/18 - Como declarar aluguéis no Imposto de Renda 2018
 16/03/18 - Conheça algumas hashtags para o Corretor usar nas redes sociais
 16/03/18 - Após período de recessão, mercado imobiliário se recupera em 2018
 12/03/18 - Crise brasileira x bolha imobiliária americana: Veja a diferença
 12/03/18 - Preços de venda de imóveis residenciais ficam estáveis
 09/03/18 - Mercado dá como certo que taxa básica de juros cairá para 6,5%
 07/03/18 - Por que contratar um corretor de imóveis?
 07/03/18 - Como calcular o Índice Geral de Preços do Mercado, IGPM?
 07/03/18 - O melhor momento para financiar seu novo imóvel
 02/03/18 - Arquiteto propõe imóveis para todas as fases da vida
 14/11/16 - Agricultura, pecuária e extrativismo
 03/06/16 - Arroba do boi pode passar de R$ 170, motivação: falta de animais e aumento do volume de exportações
 03/06/16 - Cepea: Embarques do agronegócio aumentam 44% no primeiro quadrimestre de 2016
 03/06/16 - Mato Grosso pode dobrar produção de carne bovina com intensificação
 03/06/16 - CMN muda regras de título do agronegócio e injeta R$ 21 bilhões no crédito rural
 28/10/15 - Governo lança programa de educação ambiental na agricultura familiar
 28/10/15 - 5 tecnologias brasileiras que transformam o agronegócio
enviando...